Música de Momento

sexta-feira, 28 de abril de 2006

Niver da Inês


FELIZ ANIVERSÁRIO AMIGA
Tenhas sempre em mente de
que a pele se enruga,
o cabelo embranquece,
os dias convertem-se em anos...
Mas o que é importante não muda.
A tua força e convicção não têm idade.
O teu espírito é como qualquer teia de aranha.
Atrás de cada linha de chegada, há uma de partida.
Atrás de cada conquista, vem um novo desafio.
Enquanto estiveres vivo, sente-te vivo.
Se sentes saudades do que fazias, volta a fazê-lo.
Não vivas de fotografias amarelecidas.
Continua, quando todos esperam que desistas.
Não deixes que enferruje o ferro que existe em ti.
Faz com que em vez de pena, te tenham respeito.
Quando não conseguires correr através dos anos, trota.
Quando não conseguires trotar, caminha.
Quando não conseguires caminhar, usa uma bengala.
Mas nunca te detenhas!"
(Madre Tereza de Calcutá)

quarta-feira, 26 de abril de 2006

Orientação Divina


Orientação Divina

Às vezes, precisamos de muita coragem para abandonar estruturas
que construímos durante a vida e seguir os sinais que nos indicam novos caminhos...
O universo tem uma lei, uma harmonia, que a gente desconhece...
Ficamos "perdidinhos" quando algo muda e foge de nossas mãos...
Não deixamos as mudanças virem facilmente...
É como se a gente segurasse o destino andando com o freio de mão puxado!
Quando finalmente aceitamos que o desenho da vida não nos pertence
e que existe no universo uma trama de fios mais grandiosa e complexa,
tudo muda, tudo parece clarear...
Ficamos mais atentos aos sinais que mostram caminhos,
que se entrelaçam amorosamente com os desígnios divinos.
Deixamos de ser um ego que tenta controlar tudo a qualquer custo.
Finalmente cedemos e mudamos.
Isso chamamos sincronicidades!
E quando ela se manifesta é porque vem nos preparar para alguma coisa...
São, muitas vezes, pequenos milagres em nossa vida...

quinta-feira, 20 de abril de 2006

Saudades Mudas



Saudades Mudas
(Leslie Holanda)

Um olhar que já não me aquece
Um beijo que não me arrepia
Um toque que não me envolve
Um respirar que não me fala
Um falar que não me cala
Um dizer que não me sussurra
Um luar que não me deixa amar
Um silêncio que não me encanta
Um encanto que não me acalenta
Um acalento de saudades mudas
Um imenso desejo...
Sem cessar
Um eterno querer
Um eterno...
amo você

quarta-feira, 19 de abril de 2006

Dia do Indio

DIA DO INDIO
"Nós cantamos as canções que carregam em suas melodias todos os sons da natureza ? as águas correntes, o canto dos ventos e os chamados dos animais. Ensinem isso às suas crianças para que elas venham a amar a natureza como nós a amamos"
Poderoso Grande Espírito,
Grande Mistério,
Neste dia de outono,
Aqui, em nossa abençoada Mãe Terra,
Aqui, neste momento,Nós pedimos Paz.
Viemos juntos em Paz.
Viemos juntos em Celebração.
Nós aceitamos nossas diferenças,
Nós honramos todos os caminhos e as tradições
De nossos muitos irmãos e irmãs,
Nós somos um povo.
Obrigada por suas muitas bençãos.
Que a Paz prevaleça em Nossos Corações.
Que a Paz prevaleça na Terra.
(Texto tirado do site: http://www.caminhosdeluz.org/A-159.htm)

terça-feira, 18 de abril de 2006

Dia do Livro

Hoje é Dia do Livro
Deixo aqui uma pequena homenagem a Monteiro Lobato, mas também a todos os outros escritores que nos deixam maravilhados com sua doçura e experiência de vida, de ficção, enfim, de bons momentos da leitura.
Abaixo, como diria uma amiga querida: ?Ele é um personagem mais doce e encantador de todos os tempos...?.

"Apesar de ser um livro destinado ao público infantil, sempre achei que o Pequeno Príncipe trata de valores mais aplicáveis às PESSOAS GRANDES que às PESSOAS PEQUENAS..."
Voce tem toda razão amiga "Gi", e ter amigos como voce é um presente de Deus.

segunda-feira, 17 de abril de 2006

A Dança

O Sabá da Feiticeira
(De Feiticeira, do site de poesias)
Ela não sabe se foi o vinho,
Ou se pura intuição...
Se despiu das suas roupas,
E dançou no caldeirão.
A lua era só sua,
O seu corpo a iluminar...
A dança era o seu feitiço,
O mais gostoso do Sabá.
Pecaminosa ela dançou,
E viu um mago a espiar...
Não precisaram de palavras,
Se amaram no olhar.
Exploraram os sentidos,
Sentiram o êxtase de cavalgar...
E a Feiticeira descobriu,
A liberdade de se dar!

sexta-feira, 14 de abril de 2006

Feliz Páscoa


QUE TODOS TENHAM UMA FELIZ PÁSCOA
O mistério da rosa lilás
(Lucia Helena dos Santos)
A Sexta-feira da Paixão é uma data cósmica. Nos éteres planetários existe umagigantesca cruz de luz branca, de cujo centro brota e aos poucos desabrocha umimenso botão de rosa lilás, a cada Sexta-feira Santa.Ao meio dia, essa rosa alcança o ápice do desabrochar e, de seu interior, emanao néctar da Misericórdia e Compaixão. Seu doce perfume envolve todo planeta ecada criatura. Essa doce radiação, que vem das profundezas do Coração do CristoCrucificado, tudo abençoa, redime e transforma.Da mesma forma que há dois mil anos o Cristo foi traído, criticado,hostilizado,julgado e condenado, continuamos a cometer atrocidades semelhantes contra onosso Cristo Interior e contra o Cristo em nossos semelhantes.A crucificação do Cristo Interior acontece sempre que confiamos no mundoexterior, isso acontece quando nos esquecemos do poder total e único do nossoCristo Interior.Devemos acreditar no poder da Divindade que somos, que é saúde plena e a fontede toda sabedoria, riqueza e abundância, que é Senhor do nosso mundo, nossomestre interior, o nosso guia.Quando o homem põe fogo na terra, queimando e devastando árvores e seres vivosindefesos, a pródiga Mãe Natureza envolve todos esses erros com seu manto demisericórdia e, generosamente, manda a chuva que apaga o fogo. E faz brotar, dadevastação, flores belas e perfumadas.Deus-Mãe faz brotar essa rosa lilás que desabrocha em misericórdia eregeneraçãopara toda a humanidade.Conectando-se com este Centro de Transmutação, cada um de nós pode voltar-separa o Cristo Interior e, com a ação balsamizante do perfume da rosa lilás,retirar os espinhos e pregos, e regenerar o Cristo em nós e em cada pessoa,devolvendo-lhe todo o amor, poder, confiança e devoção.Então, no Domingo de Páscoa, todos podemos desfrutar da Chama da Ascensão,entrando na plena consciência de ?Eu Sou a Ressurreição e a Vida?.

quinta-feira, 13 de abril de 2006

Dia do beijo

Dia do Beijo
(Emiliano Di Cavalcanti)
O Beijo
"...O beijo é um gesto admirável,
digam o que disserem,
amor é dom e acolhimento.
O beijo, por sua vez,
é um belíssimo símbolo de amor;
ele é sinal, ao mesmo tempo,
do dom e do acolhimento.
Um beijo não será realmente dado,
se não for acolhido.
Lábios de mármore, de uma estátua,
não acolhem um beijo;
é preciso que sejam lábios vivos.
Ora, lábios vivos são lábios que acolhem
e dão, ao mesmo tempo.
O beijo é a troca de sopros
que significa uma troca
de nossas profundezas:
eu sopro em você,
eu me expiro em você
e a inspiro em mim de tal forma
que eu esteja em você
e você esteja em mim...".
(desconheço o autor)

quarta-feira, 12 de abril de 2006

A Flor

Os verdadeiros amigos são para sempre,
"...Amigos são anjos que levantam nossos pés
quando nossas asas se esquecem como voar..."

segunda-feira, 10 de abril de 2006

Flor da Vida

O Amor é a Flor
(David Herbert Lawrence )
"O amor é a flor da vida,
e floresce
inesperadamente
e sem lei,
e deve ser resoluto
onde foi encontrado,
e aproveitado
durante o seu breve
tempo de duração."

sexta-feira, 7 de abril de 2006

Quem vive amarrada

O parecer e o ser
(Encandescente)
Quem foi que te amordaçou
E te ensinou a palavra contenção?
Quem foi que te impôs
Limites à liberdade
E à sua expressão?

quarta-feira, 5 de abril de 2006

Desejos para ti

DESEJO
(Carlos Drumond de Andradre)
Desejo a você...
Fruto do mato
Cheiro de jardim
Namoro no portão
Domingo sem chuva
Segunda sem mau humor
Sábado com seu amor
Filme do Carlitos
Chope com amigos
Crônica de Rubem Braga
Viver sem inimigos
Filme antigo na TV
Ter uma pessoa especial
E que ela goste de você
Música de Tom com letra de Chico
Frango caipira em pensão do interior
Ouvir uma palavra amável
Ter uma surpresa agradável
Ver a Banda passar
Noite de lua Cheia
Rever uma velha amizade
Ter fé em Deus
Não ter que ouvir a palavra não
Nem nunca, nem jamais e adeus.
Rir como criança
Ouvir canto de passarinho
Sarar de resfriado
Escrever um poema de Amor
Que nunca será rasgado
Formar um par ideal
Tomar banho de cachoeira
Pegar um bronzeado legal
Aprender uma nova canção
Esperar alguém na estação
Queijo com goiabada
Pôr-do-Sol na roça
Uma festa
Um violão
Uma seresta
Recordar um amor antigo
Ter um ombro sempre amigo
Bater palmas de alegria
Uma tarde amena
Calçar um velho chinelo
Sentar numa velha poltrona
Tocar violão para alguém
Ouvir a chuva no telhado
Vinho branco
Bolero de Ravel...
E muito carinho meu.
(Carinho este que dedico a uma pessoinha muito especial na minha vida, pessoa este que posso confiar plenamente e que sempre está ao meu lado, este é para ti minha querida prima, mana rosa...rsss TE ADORO viu, muito bom compartilhar meus momentos com você).

terça-feira, 4 de abril de 2006

Vida Nova

Eu Quero Sempre Mais
(Ira e Pity)
Composição: Edgar Scandurra
A minha vida
Eu preciso mudar
Todo dia
Pra escapar
Da rotina
Dos meus desejos por seus beijos
E os meus sonhos
Eu procuro acordar e perseguir meus sonhos
Mas a relidade que vem depois
Não é bem aquela que planejei
Eu quero sempre mais
Eu quero sempre mais
Eu espero sempre mais de ti
Por isso hoje
Estou tão triste
Por que querer está tão longe de poder?
E quem eu quero está tão longe
Longe de mim
Longe de mim
Longe de mim
Longe de mim

segunda-feira, 3 de abril de 2006

A Lua



Lua (Lea Waider)
Meia noite
enlouqueço e
uivo pra lua;
perco o controle
e me preparo
pra ser tua.