Música de Momento

segunda-feira, 31 de julho de 2006

02 Flores


A Duas Flores
(Castro Alves)
São duas flores unidas,
São duas rosas nascidas
Talvez do mesmo arrebol,
Vivendo no mesmo galho,
Da mesma gota de orvalho,
Do mesmo raio de sol.
Unidas, bem como as penas
Das duas asas pequenas
De um passarinho do céu...
Como um casal de rolinhas,
Como a tribo de andorinhas
Da tarde no frouxo véu.
Unidas, bom como os prantos,
Que em parelha descem tantos
Das profundezas do olhar...
Como o suspiro e o desgosto,
Como as covinhas do rosto,
Como as estrelas do mar.
Unidas... Ai quem pudera
Numa eterna primavera
Viver, qual vive esta flor.
Juntar as rodas da vida,
Na rama verde e florida,
Na verde rama do amor!

quarta-feira, 26 de julho de 2006

Só com Vc..


LUGARES PROIBIDOS
(Letra e melodia: Helena Elis)
Eu gosto do claro, quando é claro que você me ama
Eu gosto do escuro, no escuro com você na cama
Eu gosto do não, se você diz não viver sem mim
Eu gosto de tudo, tudo que traz você aqui
Eu gosto do nada, nada que te leve para longe
Eu amo a demora, sempre que o nosso beijo é longo
Adoro a pressa quando sinto sua pressa em vir me amar
Venero a saudade quando ela está pra terminar
Baby, com você já, já
Mande um buquê de rosas, rosa ou salmão
Versos e beijos e o seu nome no cartão
Me leve café na cama amanhã
Eu finjo que não esperava
Gosto de fazer amor fora de hora
Lugares proibidos com você na estrada
Adoro surpresas sem data
Chega mais cedo amor
Eu finjo que não esperava
Eu gosto da falta quando falta mais juízo em nós
E de telefone, se do outro lado é a sua voz
Adoro a pressa quando sinto
Sua pressa em vir me amar
Venero a saudade quando ela está pra terminar
Baby com você chegando já já...

sexta-feira, 21 de julho de 2006

Bom Dia....


BOM DIA
(Vander Lee)
Bom dia...
Como estar vivo é bom
Sorria
Todos têm esse dom
Deixa eu cantar pra ti
Deixa eu dançar no seu salão
Varrer o seu quintal
Colocar meus pés no chão
Molhar o seu jardim
E preparar seu pão
Sorriso de maçã com beijos de melão
Andar a pé, deixar fluir a fé
Num velho novo dia
Em que estar vivo é bom
Magia
Deixa rolar o somDeixa eu cantar pra ti
Deixa eu dançar no seu salão
Varrer o seu quintal
Colocar meus pés no chão
Nos lábios da manhã,
palavras de algodão
E flores de romã no seio da canção
Quero te ver dormir e acordar,
Ver que viver nunca é em vão.
?Fadas no jardim, pragas no capim
Tudo quer brincar dentro de mim
Vento, boi da cara preta
Vai ninando as roupas brancas no varal
Diz ao querubim
Que venha tocar na minha corda vocal
Que me dê matéria prima
Que eu te faço aquela rima colegial
Poemas semeados no jardim da infância
Regados pelo fogo do desejo
Subindo pela rua, crescendo no muro
Me colorindo o futuro como um beijo?

quinta-feira, 20 de julho de 2006

Ter amigos sempre...

NOVA JORNADA

Metade
( Oswaldo Montenegro)
Que a força do medo que tenho
não me impeça de ver o que anseio
que a morte de tudo o que acredito
não me tape os ouvidos e a boca
pois metade de mim é o que eu grito
mas a outra metade é silêncio.
Que a música que ouço ao longe
seja linda ainda que tristeza
que a mulher que eu amo seja pra sempre amada
mesmo que distante
porque metade de mim é partida
e a outra metade é saudade.
Que as palavras que falo
não sejam ouvidas como prece nem repetidas com fervor
apenas respeitadas como a única coisa
que resta à um homem inundado de sentimento
porque metade de mim é o que ouço
mas a outra metade é o que calo
Que essa minha vontade de ir embora
se transforme na calma e na paz que eu mereço
que essa tensão que me corrói por dentro
seja um dia recompensada
porque metade de mim é o que penso
e a outra metade um vulcão.
Que o medo da solidão se afaste
que o convívio comigo mesmo se torne ao menos suportável
que o espelho reflita em meu rosto um doce sorriso
que me lembro ter dado na infância
porque metade de mim é a lembrança do que fui
e a outra metade não sei
Que não seja preciso mais que uma simples alegria
pra me fazer aquietar o espírito
e que o teu silêncio me fale cada vez mais
porque metade de mim é abrigo
mas a outra metade é cansaço
Que a arte nos aponte uma resposta
mesmo que ela não saiba
e que ninguém a tente complicar
pois é preciso simplicidade pra fazê-la florescer
porque metade de mim é platéia
e a outra metade é a canção
E que a minha loucura seja perdoada
porque metade de mim é amor
e a outra metade também.

quarta-feira, 19 de julho de 2006

Meu Niver

AH!!! ESSAS PESSOAS DO SIGNO DE CANCER
PARABÉNS A TODOS NÓS...

Por tanto amor,
por tanta emoção
A vida me fez assim
Doce ou atroz,
manso ou feroz
Eu,
caçador de mim...

Eu me amo
Eu me amo
Não posso mais
Viver sem mim...

Faça o que é bom
Sinta o que é bom
Pense o que é bom
Coma o que é bom
Veja o que é bom
Volte ao que é bom
Tente o que é bom
Permita o que é bom
Descubra o que é bom
Pese o que é bom
Perceba o que é bom
Decida o que é bom
Bom pra voce
Bom para mim

terça-feira, 18 de julho de 2006

FELIZ ANIVERSÁRIO

Minha querida, prima e mana,
te desejo muita Saúde, Paz e
Amigos, que Deus continue te
Abençoando e te dando
Muita Luz e força.

segunda-feira, 17 de julho de 2006

Roda Viva


Roda Viva...Roda Vida
Roda mundo roda gigante
Roda moinho, roda pião
O tempo rodou num instante
Nas voltas do meu coração
A gente vai contra a corrente
Até não poder resistir
Na volta do barco é que sente
O quanto deixou de cumprir
Faz tempo que a gente cultiva
A mais linda roseira que há
Mas eis que chega a roda viva
E carrega a roseira prá lá...
Roda mundo roda gigante
Roda moinho, roda pião
O tempo rodou num instante
Nas voltas do meu coração